Menu

vivendodebemcomavida.com.br

Relação entre cigarros e açúcar

Image result for cigarro e acucar

Os malefícios do uso de cigarros já são bastante conhecidos pela população. André Calantzopoulos, CEO da indústria gigantesca de cigarros, a Phillip Morris International, reconheceu à BBC que a empresa produz um produto causador de diversas doenças. O anúncio foi realizado ano passado durante um lançamento de um cigarro alternativo que segundo a empresa, é menos danoso ao organismo.

Conforme o uso de cigarros vem diminuindo nos Estados Unidos, os defensores de uma vida saudável se voltam contra outro gigante que segundo eles, está tomando o lugar dos cigarros: a indústria alimentícia.

Diversas comparações estão surgindo entre ambas as indústrias, principalmente com relação a propagandas voltadas para o público infantil. Os especialistas em saúde pública utilizam os mesmos argumentos que usaram contra Joe Camel. A indústria alimentícia tem utilizado vídeo games, desenhos animados e outras formas de publicidade com o objetivo de atingir o público mais jovem que futuramente virarão consumidores regulares.

A conexão entre os cigarros e as chamadas junk foods é muito mais profunda do que se imagina. Gary Taubes detalhou a relação em um capítulo do livro que lançou em dezembro de 2016 nos Estados Unidos, “The Case Against Sugar”, o caso contra o açúcar, na tradução livre. O escritor revela que o açúcar é o principal componente que tem causados as diversas doenças crônicas que acometem a população ocidental no século 21. Dentre elas estão as cardiopatias, obesidade e diabetes.

O tabaco possui um açúcar natural que durante o processamento acaba sendo alterado. Para tornar o tabaco mais agradável para os fumantes, a secagem é feita com ar quente, o que aumenta a quantidade de açúcar, porém esse processo reduz o nível de nicotina, principal substância estimulante do tabaco responsável pelo vício. No começo do século 20, a indústria do tabaco descobriu uma maneira de fazer com o que o seu produto fosse mais agradável ao fumar, mas sem reduz o nível de nicotina, pelo contrário, ele deveria ter um alto teor de nicotina. A secagem das folhas de tabaco por si só, já cria altos níveis de nicotina que são facilmente absorvidos. Acrescentar mais açúcar, logo em seguida, deixa o sabor mais agradável.

As pesquisas mais recentes concluíram que adicionar açúcar aos cigarros, não os tornam mais tóxicos, porém, o componente a mais é capaz de deixar o sabor mais agradável, levando as pessoas a fumarem mais.

Poucas pessoas sabem que o açúcar continua sendo um componente do cigarro. Em uma entrevista, Taubes disse que é um fato quase que desconhecido. O assunto já foi abordado em 1975, no livro “Sugar Blues” que era contrário ao açúcar e em 2012 no livro “Golden Holocaust”, que atacou o cigarro. Taubes até cogitou não colocar essa informação em seu livro, já que não era o tema central. Mas acabou reconsiderando.