Menu

vivendodebemcomavida.com.br

Pesquisa alerta que animais com donos fumantes podem ter câncer e outras doenças

Os animais de estimação, vítimas de fumo passivo, correm grandes riscos de saúde iguais aos seres humanos, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Glasgow, no Reino Unido.

A pesquisa mostrou que além de inalarem a fumaça, a sua rotina de limpeza faz com que eles ingerem a nicotina quando fazem a limpeza de seus pelos e penas. Devido a isso os cães podem desenvolver câncer no pulmão, na cavidade nasal e nos seios paranasais e no caso dos gatos, podem ocorrer linfomas. Os pássaros, coelhos e porquinhos-da-índia podem sofrer de doenças respiratórias e de pele. Os especialistas esperam motivar as pessoas a pararem de fumar com essa descoberta.

Uma campanha de conscientização sobre as consequências que os animais podem vir a sofrer com seus donos fumantes, vem sendo realizada pelas maiores associações britânicas de veterinários e enfermeiras, a Royal College of Veterinary Surgeons e o Royal College of Nursing,. O representante da Royal College of Nursing, Wendy Preston, disse que as pessoas soubessem o que o fumo passivo pode causar aos seus animais de estimação e até encurtar a vida deles, ficariam horrorizadas. “Queremos facilitar a conversa sobre isso entre veterinários e enfermeiras veterinárias com os donos dos pacientes”  disse Preston.

Há vários anos a Universidade de Glasgow vem realizando um estudo dos efeitos do fumo passivo nos animais. Foram recrutados 40 cães, sendo que a metade vinha de lares com fumantes. Suas amostras de pelos foram analisadas para identificar o nível de nicotina. Os donos preencheram questionários que detalharam a frequência com que eles fumavam em suas casas. Da mesma maneira foi realizado os testes com 60 gastos, levando em conta uma possível ligação entre o fumo passivo e o linfoma nos felinos, que é um tipo de câncer que ataca os glóbulos branco do felino.

A diferença entre o comportamento de cães e gatos foram levadas em consideração, devido ao fato dos felinos andarem por aí livremente expostos a outros tipos de fumaça e em locais onde existem um maior número de fumantes como em bares.

Dar um local confortável e seguro para o seu animal morar, é a melhor maneira de preservar a sua vida, onde eles se sintam bem cuidados ressalta a pesquisa.